Projeto do sistema FAEP/SENAR Paraná viabiliza oportunidades no litoral

Há mais de um ano, Eleandro Ferreira Bastos, que possui uma empresa de jardinagem – a JR Jardinagem –, presta serviços de roçada para a prefeitura de Pontal do Paraná. Antes de participar de um curso do Sistema FAEP/SENAR-PR, o empreendedor apenas atendia clientes particulares, mas, nem sempre, o negócio era suficiente para manter a renda da família.

“Atender à prefeitura é um trabalho diferente dos clientes particulares, pois os espaços são maiores. Tive que adquirir maquinários específicos, mas o investimento valeu a pena”, conta Bastos. “O curso foi ótimo, principalmente porque eu não sabia fazer a manutenção. Qualquer problema que dava, eu tinha que levar para arrumar, o que era um gasto a mais. Agora, eu tenho domínio da máquina e economizo. Inclusive, até ajudo meus amigos”, complementa.

Os cursos promovidos pelo Sistema FAEP/SENAR-PR em Pontal do Paraná, no Litoral do Estado, têm transformado a realidade de muitos trabalhadores. Os treinamentos voltados para a operação com roçadeira motorizada, em parceria com a prefeitura e a Agência do Trabalhador, estão capacitando moradores a prestarem serviços para o próprio município por meio de cadastro de Microempreendedor Individual (MEI), na manutenção das áreas externas de espaços públicos, como praças e parques. O projeto de credenciamento tem aval do Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Enquanto Bastos realiza o trabalho de roçada, a esposa Rosangela Rodrigues Bastos cuida da administração da empresa. Foi ela, inclusive, quem soube da oferta do curso e inscreveu o marido. Após o treinamento, o casal abriu o MEI e cadastrou a empresa no credenciamento da prefeitura. Atualmente, estão no terceiro contrato, com duração de seis meses.

“É uma oportunidade para termos mais renda, que vem toda do trabalho de roçada. Nossa qualidade de vida melhorou. Hoje, a gente tem condições de fazer prestações e estamos construindo nossa casa, porque temos mais estabilidade para programar os gastos”, diz Rosangela Rodrigues Bastos, sócia-proprietária da JR Jardinagem.

Além do contrato com o órgão municipal, o casal mantém clientes particulares para complementar a renda. O objetivo é continuar buscando capacitações para expandir o negócio. “Recentemente, conseguimos fazer o cadastro para a roçada dos colégios estaduais do município. Esperamos que logo abra uma oportunidade para esse trabalho”, adianta Rosangela.

Parceria

A parceria da Prefeitura de Pontal do Paraná, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, se estende a todas as entidades do Sistema S, com oferta de diversos cursos nas mais variadas áreas. No total, desde o início da parceria, já foram entregues 5 mil certificados.

Segundo a vice-prefeita, Patrícia Millo Marcomini, a iniciativa, além de capacitar a população, gera oportunidades de emprego e mantém o dinheiro circulando dentro do município.

“Pontal do Paraná depende muito do turismo. A prefeitura está trabalhando em busca de investimentos, mas não podemos ficar parados enquanto isso não acontece. Com essas parcerias, capacitamos nossos moradores e oferecemos oportunidades de emprego na própria prefeitura, por meio de serviços que também são em prol da população”, destaca.

Antes do projeto, esses serviços eram terceirizados, realizados por empresas contratadas por meio de licitação, que costumam ser processos demorados. De acordo com a vice-prefeita, a maioria das empresas era, inclusive, de outros Estados.

“Agilizou o serviço e agora o dinheiro fica no nosso município. Com isso, a gente consegue economizar e vira uma economia circular. Além disso, quando o prestador de serviço é local, já conhece o município e as características importantes para o trabalho”, diz Patrícia Millo Marcomini, vice-prefeita de Pontal do Paraná.

Outro ponto é a relação de proximidade do prestador de serviço com a comunidade onde atua, pois também é um lugar de convívio fora do trabalho. Além destes cursos voltados para o credenciamento, a Prefeitura de Pontal do Paraná oferece cursos para incentivar o empreendedorismo local.

Compartilhe: