Em Tibagi as mulheres rompem barreiras e conquistam salários maiores que homens

O estudo, realizado com base na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2021, revela que as mulheres de Tibagi ocupam o topo do mercado de trabalho local. A média salarial feminina, de R$ 2.949,71, é superior à média masculina, de R$ 2.891,45. Essa conquista histórica demonstra a força e a capacidade das mulheres tibagianas em se destacar em diversas áreas profissionais.

O estudo do Ipardes não detalha os motivos específicos por trás da inversão salarial em Tibagi. No entanto, alguns fatores podem ter contribuído para esse cenário positivo:

Participação Feminina em Áreas Estratégicas: A presença significativa de mulheres em áreas de alta remuneração, como a educação, pode ter impulsionado a média salarial feminina.Qualificação e Escolaridade: O investimento em educação pelas mulheres de Tibagi, com ênfase no ensino superior, pode ter elevado suas qualificações e, consequentemente, seus salários.

A conquista das mulheres de Tibagi serve como um exemplo inspirador para outras cidades. É necessário continuar investindo na educação, na qualificação profissional e na criação de uma cultura que valorize o trabalho feminino para que a igualdade salarial se torne uma realidade em todo o país.

A cidade de Tibagi se destaca como um modelo de empoderamento feminino e de superação das desigualdades salariais. A história das mulheres tibagianas serve como inspiração para outras cidades e para o país como um todo, mostrando que a luta pela igualdade é possível e que os resultados podem ser transformadores.

Texto: Ellery Prestes de Souza / ASCOM Pref. TIbagi

Fotos: João Pedro Agostinho / ASCOM Pref. Tibagi

Compartilhe: