Pneumonia e gripe são causa de 83 internações diárias no Paraná

Dados da Sesa (Secretaria da Saúde do Paraná) mostram que de janeiro a abril de 2024 9.950 pessoas foram internadas no Paraná para tratamento de pneumonia ou influenza (gripe), uma média de 82 internamentos por dia, com 1.521 óbitos. 

Os números evidenciam a importância de redobrar os cuidados com essas doenças durante o período mais frio do ano, quando as ocorrências costumam aumentar.

Em 2023 a média diária de internações foi de 91 pessoas nos primeiros quatro meses, com 1.145 mortes. Em todo o ano de 2023, a base de dados dos sistemas de informação do SUS (Sistema Único de Saúde) contabilizou 3.694 internamentos e 4.409 óbitos.

Essas doenças podem ser prevenidas com vacina, muita hidratação e cuidado em manter ambientes arejados. “Os casos de pneumonia têm tendência de aumento no inverno”, diz a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Acácia Nasr. 

“Os meses de junho e julho são os mais intensos em relação ao frio, diminuindo a imunidade das pessoas, o que aumenta o risco. Por isso o alerta. É preciso ficar atento aos sintomas da doença, não descuidar com a hidratação, evitar contato com pessoas que estejam com sintomas e atentar para a etiqueta respiratória”.

A “etiqueta respiratória” recomenda a utilização de máscaras cirúrgicas, em caso de coriza ou tosse, higienização das mãos com água e sabonete ao longo do dia, além de cobrir boca e nariz com um lenço de papel ao tossir ou espirrar – fazendo o descarte do material imediatamente após o uso – e manter os ambientes arejados.

Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:

Compartilhe: