Fotos: Ponta Grossa terá um novo hospital com investimento de R$ 108 milhões

O deputado federal Aliel Machado (PV), ao lado do reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Miguel Sanches Neto, e direção do Hospital Universitário Regional (HU-UEPG), anunciaram nesta sexta-feira (5) a construção de um novo hospital em Ponta Grossa.

A obra avaliada em R$ 108 milhões garante a construção de uma nova torre em anexo ao Hospital Universitário Regional (HU-UEPG). Os recursos foram obtidos por meio de uma articulação do parlamentar junto ao Ministério da Saúde.

Aliel destacou a importância da nova estrutura para a cidade e para todos os 22 municípios dos Campos Gerais. “Este é o maior investimento em saúde da história de Ponta Grossa. Com essa estrutura, vamos mudar a realidade dos serviços prestados à nossa população, garantindo um atendimento humanizado e de qualidade”, apontou.

Para viabilizar a obra serão disponibilizados R$ 50 milhões do Ministério da Saúde, R$ 20 milhões da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa-PR), R$ 20,2 milhões de recursos próprios da UEPG e R$18 milhões de uma emenda do deputado federal, Aliel Machado. A expectativa é que o novo hospital seja inaugurado até 2028.

Apoio da UEPG

O reitor Miguel Sanches Neto exaltou a conquista. “É uma obra extremamente necessária, que nasceu de um planejamento técnico dos nossos profissionais da saúde e de gestão, que organizaram pela primeira vez um prédio adequado àquilo que se faz urgente na saúde de Ponta Grossa e dos Campos Gerais. Para a UEPG, trata-se de um importante reconhecimento do Ministério da Saúde e também do deputado Aliel pelo excelente trabalho que o Hospital Universitário exerce”, avaliou.

A obra avaliada em R$ 108 milhões garante a construção de uma nova torre em anexo ao Hospital Universitário Regional (foto: Divulgação/Assessoria Aliel Machado)

Estrutura ampla do hospital

O novo prédio será anexo ao Hospital Universitário. Com área total de 15,4 mil m2, distribuídos em seis pavimentos, o edifício terá Pronto Atendimento, setor de serviços, central de materiais esterilizados, centro cirúrgico, central de materiais médicos, leitos de internação, laboratório de análises clínicas, UTIs Neonatal (20 leitos) e Adulto (60 leitos), farmácia, área externa de convivência e heliponto no topo do prédio. No total, serão 239 novos leitos para atender à população de três Regionais de Saúde (3ª, 4ª e 21ª).

O projeto foi desenvolvido por uma empresa de arquitetura, sob supervisão da Pró-reitoria de Planejamento da UEPG e parceria da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Institucional, Científico e Tecnológico (FAUEPG).

Com a conclusão do Ambulatório Médico de Especialidades (prevista para o final de 2024) e a construção do Centro Especializado em Reabilitação IV (CER-IV), Centro de Armazenagem e Distribuição (CAD) e o novo prédio do HU, o Campus Uvaranas deve abrigar um dos maiores complexos de saúde do Paraná.

Demanda e custeio do novo hospital

De acordo com a UEPG, a pandemia da Covid-19 e o surto de dengue geraram uma demanda reprimida por atendimentos, com um total de 1,5 mil cirurgias e 11 mil consultas não realizadas. Além disso, o aumento da demanda por atendimentos médicos e cirurgias tornou a estrutura existente insuficiente para atender às necessidades da população. A instituição reforça que a construção de uma nova torre é essencial para expandir a capacidade de atendimento e melhorar os serviços prestados.

Confira as fotos do novo hospital de Ponta Grossa:

*Imagens do projeto: MW Studio Arquitetura

Leia mais: Vídeo: presidente da rede Condor entrega carro 0 km para cliente sorteada em PG

Participe do grupo e receba as principais notícias da sua região na palma da sua mão.


Compartilhe: