Revisor de livro de Paul McCartney diz que corrige ‘besteiras que o autor escreve’; redes sociais protestam | Cultura


O revisor do livro “As letras: 1956 até o presente”, de Paul McCartney, disse que corrige “besteiras” que ex-beatle escreve. Num post nas redes sociais, Gilvan Moura explicou “o que vem a ser uma ‘revisão técnica’”, trabalho que ele executa.

  • Herança de João Gilberto: Jornalista pede à Justiça reconhecimento de união estável com o gênio da Bossa Nova
  • Xuxa, preocupada com o meio ambiente, faz mea culpa: ‘Não existe pessoa que tenha incentivado o uso do couro como eu’

“Bom, o livro chega pra mim e eu corrijo todas as besteiras que o autor escreve. Dessa vez eu tive que corrigir várias coisas que, por causa de um cérebro já esfumaçado de erva, fez com que ele cometesse erros históricos”, afirmou.

“Tive várias vezes que escrever: ‘Paul, não foi assim. Sabe? Deixa eu te contar o que foi que você fez!’. Foi assim com o Philip Norman (autor de uma biografia de McCartney) e Mark Lewisohn (estudioso dos Beatles). Daí devolvo pro @germanoweirich (coordenador editorial da Belas Letras) o texto corrigido e revisado após as comparações nas duas línguas”, continuou o revisor. “Eu praticamente reescrevo o livro novamente e coloco o nome deles para não ficar feio. Isso é uma revisão técnica.”

Publicado pela editora Belas Letras, “As letras: 1956 até o presente” reúne as composições de McCartney desde o início da carreira (mais de 160) e comentários em primeira pessoa do garoto de Liverpool sobre as circunstâncias em que foram escritas.

Moura é autor de “A Liverpool dos Beatles: um passeio pela cidade da banda mais amada do mundo”. Seus comentários sobre a revisão técnica não foram bem recebidos nas redes sociais.

“O revisor do livro novo do Paul, que está sendo lançado no Brasil, faz uma postagem dizendo que praticamente reescreve o livro como se fosse ok, não respeitando o original”, escreveu um usuário da rede social X (ex-Twitter).

“Como assim ‘corrijo todas as besteirs que o autor escreve’????? É um livro científico? Didático?”, questionou outro usuário. “Quero o livro de verdade. A editora que se limite a traduzir a bagaça”, protestou um terceiro.

Em geral, a revisão técnica é feita em livros científicos ou que tenham um vocabulário muito específico. Também é comum que biografias nacionais passem por processos de checagem.



Source link

Compartilhe: