Onda de frio atinge América do Sul; saiba como afeta o Brasil

A América do Sul enfrentará uma intensa onda de frio nesta semana, com temperaturas significativamente abaixo da média histórica para essa época do ano. A previsão é a de que a onda de frio se intensifique nos próximos dias, a partir desta segunda-feira, 8.

A frente fria atingirá o Cone Sul do continente, que abrange, principalmente, Argentina, Uruguai e o Centro-Sul (Sul, Sudeste e Centro-Oeste) do Brasil.

De acordo com o site MetSul Meteorologia, a onda de frio, que se prolongará por vários dias, trará temperaturas excepcionalmente baixas para a região.

+ Leia mais notícias de Brasil em Oeste

No Brasil, a queda de temperatura será mais acentuada no Rio Grande do Sul. A onda de frio também afetará o Paraguai e a Bolívia, além do Centro-Sul brasileiro. O fenômeno traz noites congelantes e dias de temperaturas muito baixas.

Na Argentina, o frio intenso resultou em temperaturas congelantes neste domingo, 7, como -12,5ºC em Gobernador Gregores e -12,1ºC em Santa Cruz. A capital Buenos Aires registrou -0,1ºC, no observatório central, a primeira marca abaixo de zero desde 2011.

No Uruguai, Mercedes teve -3,5ºC. A capital Montevidéu registrou 0,7ºC, na área do Aeroporto de Melilla.

Onda de frio atinge o Brasil


A MetSul Meteorologia informou que um reforço de ar polar continuará a ingressar na região. O fenômeno traz temperaturas ainda mais baixas para o Sul do Brasil, com potencial de recordes históricos.

Porto Alegre será a capital brasileira mais afetada pela frente fria. A cidade deve registrar mínima de 7ºC e máxima de 10ºC. As demais metrópoles da Região Sul terão temperaturas mais elevadas. Florianópolis deve registrar mínima de 11ºC e máxima de 21ºC. Em Curitiba, os termômetros vão variar de 13ºC até 23ºC.

Campo Grande e São Paulo também serão atingidos pela onda de frio. As capitais sul-mato-grossense e paulista devem registrar a mesma variação, mínima de 12ºC e máxima de 21ºC.

YouTube video

Leia também:

Compartilhe: