‘Fomos surpreendidos pelo aumento da Petrobras’, diz Abragás

A Associação Brasileira das Entidades de Classe das Revendas de Gás LP (Abragás) emitiu uma nota em que se disse “surpreendida” pelo novo aumento no valor do gás de cozinha de R$ 3,10 anunciado pela Petrobras nesta segunda-feira, 8. 

A entidade destacou que os valores divulgados pela Petrobras são “baseados no preço do produto antes dos impostos” e, portanto, “não contemplam os custos operacionais de envase, transporte e logística de entrega aos consumidores.”

+ Leia mais notícias de Brasil em Oeste

“Os revendedores foram pegos de surpresa e ainda não sabem quais serão os reflexos desse aumento para os consumidores, visto que ainda não receberam informações das distribuidoras quanto ao valor do aumento a ser repassado para as revendas”, disse a entidade sobre o aumento anunciado pela Petrobras. 

A Abragas ainda destacou que as revendedoras de gás de cozinha irão ajustar os preços dos produtos “avaliando o aumento recebido das distribuidoras”, assim como o “impacto do aumento da gasolina e dos custos operacionais acumulados ao longo dos últimos doze meses, considerando que a última movimentação de preços pela Petrobras ocorreu em julho de 2023.”

“A Abragás entende que os preços são livres em todos os elos da cadeia, permitindo que o segmento precifique os produtos e serviços conforme os custos operacionais de cada empresa nas diferentes regiões do país”, acrescentou.

Aumento foi anunciado pela Petrobras nesta segunda-feira

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira, 8, um novo aumento no preço do litro da gasolina em R$ 0,20 a partir desta terça-feira, 9. Com o reajuste de 7,12%, o valor da gasolina vendido para as distribuidoras passará a ser de R$ 3,01 por litro.

Para o consumidor final, que compra gasolina com 27% de etanol misturado, o aumento deverá ser de aproximadamente R$ 0,15 por litro. No entanto, o preço final nos postos de combustível pode variar, já que inclui as margens de lucro do comerciante e da distribuidora, além dos custos de transporte.

Segundo a Petrobras, este é o primeiro aumento no preço da gasolina em 2024. A última alteração no preço do produto pela estatal ocorreu em 21 de outubro de 2023, quando houve uma redução de 4%. O reajuste anterior foi um aumento de 16%, ocorrido em 16 de agosto de 2023.

Compartilhe: