J S Bach, a liberdade e os espíritos inquietos

O Cravo Bem Temperado foi um conjunto de 24 prelúdios e fugas compostas por Johann Sebastian Bach em 1722 “para proveito e aproveitamento de jovens musicais desejosos de aprender, e principalmente para passatempo daqueles já hábeis neste estudo”. Cerca de vinte anos depois, Bach produziu uma Parte 2, com outras 24 peças.

Em seu didatismo, o compositor alemão criou cada composição em cada um dos 12 tons, maiores e menores. O que era para ser um exercício virou um marco na história da música clássica. O conjunto de peças inspirou outros autores posteriormente, como Frédéric Chopin, Dmitri Shostakovich e Mario Castelnuovo-Tedesco.

Existem muitas gravações do Cravo Bem Temperado. Mas poucas são tão simbólicas como esta do pianista iraniano Rahmin Bahrami, que fugiu para a Italia com a família durante a implantação da ditadura dos aiatolás em 1979. Seu pai morreu na cadeia por “atos anti-revolucionários”. O regime proíbe qualquer forma de música até hoje.

Imagem: reprodução

Você provavelmente já deve ter ouvido muitas vezes o Primeiro Prelúdio em Dó Maior, que Bahrami interpreta no vídeo abaixo. O Cravo Bem Temperado além de tudo é um excelente tranquilizante para espíritos inquietos. E tocado por Rahmin Bahrami representa a luta entre uma tirania obscurantista e o espírito livre e elevado de Johann Sebastian Bach.

YouTube videoYouTube video

Compartilhe: