Chuva segue sobre oeste do Paraná e Santa Catarina nesta quinta-feira (11)

Precipitação acumulada em algumas áreas pode ultrapassar os 70 milímetros em 24h, segundo o Inmet

Chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros acumulados em 24h, acomapanhadas de ventos intensos  entre 40 e 60 km/h, seguem até o final desta quinta-feira (11) sobre os estados do Paraná, sobretudo na região oeste, e Santa Catarina, como mostra o Instituto Nacional de Meteorologia (inmet).

Nos últimos 10 dias, foram registrados acumulados de até 90 milímetros desde o sul de Mato Grosso do Sul, passando por São Paulo, Paraná, Santa Catarina e norte do Rio Grande do Sul. Nesta quarta, as chuvas estarão mais localizadas no sudesde do Paraná, onde a precipitação poderá atingir 70 milímetros em 24h.

Ainda no sul paranaense, mais para o centro do estado, e no nordeste de Santa Catarina, são esperados acumulados de até 60 milímetros em 24h. Chuvas mais fracas, entre 10 e 50 milímetros em 24h devem ser regidtradas também em áreas mais ao centro do Paraná e por todo estado catarinense.

Também deve chover com menor intensidade no norte do Rio Grande do Sul, com acumulados de até 30 milímetros em 24h. As chuvas devem voltar com intensidade para a região sul no domingo (13), principalmente na faixa leste de Santa Catarina e norte gaúcho.

Enquanto isso, o Brasil Central, o oeste do Ceará até a divisa com Piauí permanecem com alerta de perigo potencial para baixa umidade, com a umidade relativa do ar variando entre 30% e 20%, com baixo risco de incêndios florestais e à saúde.

O tempo permanece seco em praticamente todo o restante do Brasil nos próximos sete dias, como aponta o modelo Cosmo do Inmet, com excessão do norte do Amazonas, Roraima, litoral do Nordeste, Amapá e uma pequena área do norte do Pará.

GIF 11-07-2024 11-13-12
Projeção de chuva acumulada em 24h para os próximos dias. Fonte: Inmet
Já segue nosso Canal oficial no WhatsApp? Clique Aqui para receber em primeira mão as principais notícias do agronegócio

Fonte:

Notícias Agrícolas


Compartilhe: