O guitarrista que foi demitido do Megadeth por tentar talaricar Dave Mustaine


Ao longo de sua extensa trajetória, a icônica banda de Thrash Metal Megadeth contou com os serviços de vários guitarristas. Um desses guitarristas é o estadunidense Jeff Young, que foi escolhido como substituto de Chris Poland e se juntou ao grupo liderado por Dave Mustaine em 1987.

A história de Jeff com o Megadeth durou pouco tempo, já que ele foi demitido em 1989. E o motivo de sua demissão foi um tanto quanto curioso. De acordo com a biografia “Mustaine: A Heavy Metal Memoir” (lançada em 2010), o clima entre Young e o chefão do Megadeth começou a ficar tenso por conta de uma história que envolve Doro Pesch, vocalista da banda Warlock.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE – CLI



Segundo o que Mustaine conta no livro acima mencionado, ele havia recebido uma “carta de amor” escrita por Doro. Embora nada tenha acontecido entre a cantora e Mustaine, o frontman resolveu guardar a tal carta. Certo dia, Jeff foi mexer nas coisas de seu chefe e encontrou a carta. Jeff, que aparentemente curtia Doro, ficou enciumado, “fez birra e ameaçou se demitir”.

Divulgação - Site Oficial
Divulgação – Site Oficial

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE – GOO


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pois bem, depois do episódio, Mustaine manteve Jeff na banda. No entanto, o pior ainda estava por vir. Young ligou para a noiva do líder do Megadeth (Diana) e contou que “fantasiava em fazer sexo com ela enquanto transava com sua namorada” (via Revolver Magazine).

Mustaine ficou sabendo da presepada protagonizada por Young. Obviamente, ele não ficou nada feliz com a atitude de seu futuro ex-parceiro de banda. Não demorou muito tempo para Jeff ir até a casa de Mustaine para pedir desculpas. O pedido não foi aceito e o guitarrista fura-olho foi demitido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE – CLI




Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Enquanto fez parte do Megadeth, Jeff gravou apenas um disco, “So Far, So Good… So What”. Ele se reuniu com Mustaine no início dos anos 2000, quando o álbum em questão foi remixado. “Nos abraçamos, pedimos desculpas, rimos de nossa própria depravação e da insanidade geral de toda a experiência. Mas, na época… foi brutal. Queríamos nos matar, e quase o fizemos”, contou Mustaine em sua biografia.

Lançado em janeiro de 1988, “So Far, So Good… So What!” é o terceiro registro de estúdio do Megadeth. O grande destaque do álbum é a emocionante e triste “In My Darkest Hour”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE – GOO


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal



Source link

Compartilhe: